Álcool e o HIV Positivo

Pacientes portadores do vírus HIV positivo e usuários de drogas ou com problemas associados ao consumo de bebidas alcoólicas são freqüentemente hospitalizados e suas internações associadas com um aumento dos custos hospitalares.

Na maioria desses pacientes, as internações ocorrem pela perda de aderência ao tratamento antiretroviral (coquetel). Além do mais, o consumo de bebidas alcoólicas pode diminuir a eficácia do tratamento, levando o paciente a uma piora significativa do quadro.

Os autores dessa pesquisa examinaram a associação entre o tratamento do abuso de substâncias por pacientes HIV positivo hospitalizados que apresentavam problemas com bebidas alcoólicas.

Um questionário padronizado foi aplicado em 349 pacientes, colhendo dados sócio-demográficos, informações sobre uso de substâncias, serviços de tratamento de abuso de drogas e hospitalização.

Foi definido como “tratamento por abuso de substâncias” apenas aqueles pacientes que foram tratados nos últimos 6 meses (12 semanas de tratamento em casa e na metade de cada semana eles receberam visitas de um conselheiro ou profissional de saúde mental para pacientes que participam do programa de manutenção com metadona).

Quase 1/3 desses pacientes foram hospitalizados, porém o tratamento do uso de substâncias não foi associado com a hospitalização, principalmente em pacientes que tinham problemas com bebidas alcoólicas, mostrando que esses não foram os responsáveis pela maioria das internações.

No entanto, pacientes HIV positivo com problemas de bebidas alcoólicas respondem muito bem ao tratamento domiciliar e, se bem acompanhados, eles não necessitam de internações, permanecendo aderentes ao tratamento e diminuindo os custos hospitalares.

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *