Álcool em excesso prejudica a capacidade do organismo de combater infecções virais

O consumo exagerado de álcool prejudica a capacidade do organismo de combater infecções virais, segundo pesquisa da Escola Médica da Universidade de Massachusetts.

Publicado no periódico Bio Med Central Immunology, o estudo afirma que o álcool altera a função antiviral e inflamatória dos monócitos, uma célula de defesa do corpo humano.

Consumido em excesso, o álcool também reduz o efeito do interferon, uma proteína que avisa o sistema imunológico quando uma infecção está em progresso, e, ao mesmo tempo, aumenta a atividade de um tipo de citocina que produz inflamações.

Apesar da inflamação ser uma reação natural do organismo às infecções, quando ela é crônica pode causar uma série de doenças, como arteriosclerose e até mesmo câncer.

Para medir o efeito do álcool nos monócitos, os pesquisadores coletaram sangue de voluntários saudáveis. As amostras foram submetidas a uma concentração de álcool equivalente ao consumo de quatro ou cinco doses por sete dias.

“A exposição prolongada ao álcool desequilibra a ativação dos monócitos e prejudica a resposta do organismo às infecções virais, como a hepatite C”, concluiu a pesquisadora Gyongyi Szabo, uma das autoras do estudo.

Fonte: Revista Veja

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *