Alcoolismo aumenta risco de osteoporose em jovens adultos

Estudo sugere que os jovens adultos alcoólicos têm uma probabilidade superior de desenvolveram massa óssea mais fraca

O estudo baseou-se em 57 alcoólicos adultos com idades compreendidas entre os 27 e os 50 anos. Os investigadores descobriram que um quarto dos homens tinha massa óssea mais fraca do que os restantes.

Apenas uma das vinte mulheres que os investigadores observaram tinha desenvolvido o mesmo problema, o que pode ser explicado pelos níveis elevados de estrogénio.

Em contraste, os homens não tinham qualquer espécie de protecção hormonal, e tal como as mulheres, eles revelaram deficiências relativamente aos níveis de vitamina D, que são muito importantes na protecção da densidade dos ossos.

Estas descobertas sugerem que os jovens adultos devem ter os seus níveis de densidade e metabolismo dos ossos analisados.

“O facto de mesmo os jovens adultos alcoólicos, sem qualquer tipo de doença do fígado, revelarem uma densidade mineral dos ossos reduzida é uma descoberta importante para o nosso estudo”, afirmou Peter Malik, da Medical University Innsbruck.

Já se sabia que o alcoolismo levava a uma redução da densidade dos ossos, em parte devido aos seus efeitos tóxicos nas células ósseas. No entanto, outros efeitos devem ser considerados pois os alcoólicos têm normalmente uma dieta pobre com muito pouco exercício, e ambas podem contribuir para o mesmo efeito.

Não é ainda claro se a densidade dos ossos melhora caso as pessoas deixem de consumir álcool pois muito poucos estudos procuraram responder a essa questão, algo que a equipa de investigadores pretende agora averiguar.

Fonte: Pedro Santos | Fármacia.com

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *