Ambiente de clubes noturnos e bares e relação com brigas e agressões

As agressões relacionadas ao uso de álcool são tipicamente um processo de inter-relação de múltiplos fatores. Somados aos efeitos do álcool, há também características próprias dos bebedores e aspectos ambientais do local onde ocorre o uso.

Este último fator pode contribuir para a ocorrência de brigas tanto pelo desconforto dos clientes, quanto pela frustração e irritação devido à lotação. Além destes fatores há o perfil da clientela e o comportamento das equipes de funcionários e sua relação com os clientes.

Os autores buscaram identificar quais fatores ambientais estão associados com as brigas e discussões ocorridas nos bares e a relação com gravidade da violência praticada. Foram realizadas 1334 visitas em 118 bares e clubes noturnos com capacidade para mais de 300 clientes localizados em Toronto, Canadá.

Foram contabilizados os episódios de agressão e o grau de gravidade de cada um (simples discussão até agressão física) e a dinâmica de funcionamento do estabelecimento (por exemplo: relação entre número de funcionários e número de clientes).

Os autores observaram que os estabelecimentos com clientela predominantemente formada por jovens menores de 25 anos têm maiores índices de brigas e discussões.

Os ambientes desorganizados estavam associados com maior ocorrência de brigas, pois a confusão ambiental leva à idéia de permissividade. Além destes fatores há, também, a superlotação do estabelecimento, a criação de ambientes competitivos e sexualmente ativos e intoxicação por parte da clientela.

O monitoramento precário da equipe de funcionários estava relacionado com a prática de violência mais graves nos estabelecimentos.

Fonte: www.cisa.org.br

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *