Definições de uso moderado de álcool e suas implicações para a saúde

Nos últimos anos, diversos governos e autoridades da saúde passaram a promover guias públicos sobre o consumo moderado e de baixo risco de bebidas alcoólicas. Esses guias, entre outras diretrizes, condenam o uso binge de álcool.

Nos EUA, o consumo moderado de álcool é definido como sendo não mais de duas doses por ocasião para homens e 1 dose para mulheres ao passo que o uso binge é caracterizado como sendo 5 doses ou mais de álcool por ocasião para homens e 4 doses ou mais para mulheres.

Um outro aspecto importante nessa questão é que a definição de uso moderado de álcool varia de acordo com a localidade, com alguns países como o Japão estabelecendo esse limite em função de doses de sake e outros estabelecendo limites maiores em número de doses (França e Reino Unido, por exemplo). Desse modo, fica confuso para o público em geral receber orientação sobre essa questão.

Isso posto, os autores buscaram analisar as crenças relacionadas à definição de uso moderado de álcool em uma amostra de 150 entrevistados (75 homens e 75 mulheres) de idades variando entre 21-64 anos (média de 46,2 anos).

Os autores observaram na referida amostra uma ampla gama de definições de uso moderado de álcool. Foi notada uma tendência de confundir a ausência de problemas de saúde com o conceito de uso moderado de álcool. Ademais, muitos entrevistados relataram acreditar que esse conceito varia de indivíduo para indivíduo e que o uso moderado de álcool se confunde com a noção de ter controle sobre o próprio uso de bebidas alcoólicas.

Fica claro, assim, que os entrevistados apresentam definições confusas sobre o uso moderado de álcool expondo-se, assim, muitas vezes a riscos em decorrência do uso dessa substância.

Fonte: CISA

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *