Folia dos Jovens

A alegria da festa de carnaval esconde uma situação de risco que se repete ano a ano: o consumo de bebidas alcoólicas entre adolescentes, especialmente nos bailes e festas de rua.

O clima permissivo da festa, além do incentivo dos amigos, contribui para que muitos jovens experimentem o álcool pela primeira vez.

Essa primeira experiência pode ser a porta de entrada para um hábito extremamente nocivo que causa dependência, com graves conseqüências para a saúde.

O alerta é do médico Maurício de Souza Lima, especialista em adolescentes (herbiatra) do Hospital das Clínicas de São Paulo.

O médico menciona um levantamento organizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas. Segundo este documento, 48,3% dos adolescentes entre 12 e 17 anos já beberam alguma vez. Desses, 14,8% bebem regularmente e 6,7% são dependentes do álcool.

“Essa situação é agravada pela facilidade de acesso às bebidas alcoólicas entre os jovens brasileiros. O uso freqüente do álcool na adolescência produz danos ao cérebro, afetando a memória e prejudicando a aprendizagem, além de favorecer o desenvolvimento de problemas familiares, como a violência”, afirma o médico.

“Quanto mais cedo uma criança ou adolescente tiver contato com o álcool, mais chance terá de se tornar dependente”, conclui o especialista. A dica é que os pais fiquem atentos aos filhos e conversem abertamente com eles explicando os verdadeiros malefícios da bebida, principalmente em excesso.

Ministério da Saúde | Vida Saudável | Ig Carnaval 2008 Portal Cerrado Uol Saúde |Dicas de Receitas

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *