Beber três litros de cerveja por semana pode desacelerar o cérebro em 20%

Beber três litros de cerveja – ou três copos médios de vinho – pelo menos uma vez na semana permanentemente desacelera o cérebro, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha. As informações são do site Daily Mail.

Os pesquisadores descobriram que bebedores regulares precisam usar 20% mais do poder cerebral do que o normal para realizar ações simples, além de apresentarem maior dificuldade de concentração ao longo do tempo.

O estudo observou 26 estudantes universitários que bebiam regularmente pelo menos 3 litros de álcool por noite ao menos uma vez na semana. E fez a comparação com 31 estudantes que não bebiam tanto. As observações eram feitas com todos sóbrios, momento em que deveriam responder a estímulos piscando os olhos. Não houve diferença na resposta entre os dois grupos, no entanto, o cérebro daqueles que haviam ingerido maior quantidade de álcool precisava de mais esforço para responder igualmente ao estímulo.

A atividade cerebral pulou de 18 microvolts naqueles que bebem menos para 20 microvolts nos que consomem mais bebida alcóolica durante o primeiro ano do estudo, além de ter mostrado necessidade de 22 microvolts no terceiro ano.

O resultado sugere que os jovens têm experimetado “anomalias na atividade cerebral” relacionadas com a memória e com a atenção. “Isto mostra o motivo pelo qual precisamos mudar a cultura de que é normal beber demais na universidade”, afirma a responsável pela pesquisa , Dra. Emily Robinson.

“Os grandes bebedores correm vários riscos de segurança imediatamente, mas também é preocupante observar que podem desenvolver problemas futuros de saúde, além da grande chance de terem dificuldades com o álcool mais tarde”, explica a especialista.

Paul McCormack, aluno da Universidade de Oxford, comenta o resultado do estudo: “as lições na faculdade vão muito além das salas de aula. Talvez beber alguns drinks regularmente podem prejudicar o cérebro, mas os ganhos superam as desvantagens”.

Fonte: Terra

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *