Suécia inova e cria ‘barreira do álcool’ para flagrar motoristas alcoolizados

Beber e dirigir ainda é um hábito comum, infelizmente. Para impedir com mais propriedade que isso aconteça, a Suécia inaugura um novo modelo de controle de embriaguez no trânsito: barreiras eletrônicas móveis que testam se o motorista está com o nível de álcool no sangue acima do limite permitido por lei.

As novas barreiras eletrônicas, que são transportáveis, se assemelham a cancelas de pedágio. Para que a cancela se abra e o motorista continue seu trajeto, ele é obrigado a soprar o bafômetro. Caso o condutor esteja com o nível de álcool no sangue (alcoolemia) acima do limite legal, a cancela permanece fechada ─ e a polícia entra em cena.

Veja também: Como o álcool age no corpo?

Em reportagem exibida na TV sueca SVT, foi demonstrado que basta soprar o bafômetro por um segundo e meio para completar o processo. “As novas barreiras vão facilitar bastante o trabalho da polícia. E poderemos também reduzir o número de policiais nos postos de controle”, disse Bengt Svensson, da Polícia Nacional sueca, em entrevista à SVT.

As “barreiras do álcool”, como já estão sendo chamadas, foram desenvolvidas pela Polícia Nacional da Suécia, em cooperação com a Associação pela Sobriedade no Trânsito (Motorförarnas Helnykterhetsförbund, MHF).

Controle

A ideia é expandir gradualmente o uso das “barreiras do álcool” em rodovias, portos e postos de controle policial da Suécia, um país conhecido pela cultura de extrema intolerância a infrações, especialmente àquelas relacionadas à embriaguez no trânsito.

A lei sueca estabelece um limite máximo de 0,02% de nível de álcool no sangue de quem dirige. A punição para quem viola a lei inclui multa e pena de até dois anos de prisão.

Com informações do G1

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *