Traços de personalidade na infância podem apontar indícios de dependência por álcool

Um novo estudo descobriu que a personalidade de crianças nos primeiros cinco anos de vida pode ajudar a prever se elas serão propensas a ingerir álcool durante a adolescência.

Segundo a psicóloga da Virginia Commonwealth University (EUA) e co-autora do estudo, Danielle Dick, as pessoas não entram na adolescência como folhas em branco, pois têm um histórico de experiências de vida que trazem com elas, que remete à primeira infância.

Danielle e sua equipe usaram dados do estudo Avon Longitudinal Study of Parents and Children do Reino Unido — uma grande amostra epidemiológica de mulheres grávidas com datas de partos entre abril de 1991 e dezembro de 1992. As características temperamentais foram avaliadas em seis momentos dos seis meses de vida até quase seis anos de idade, em 6.504 meninos e 6.143 meninas. O uso de álcool e os problemas foram avaliados na idade de 15,5 anos.

As características que mais se correlacionaram com o uso de álcool durante a adolescência incluiam dois aspectos: instabilidade emocional e baixa sociabilidade, ou, por outro lado, um certo grau de extroversão que muitas vezes leva à “busca de sensações” mais tarde na vida.

“Isso indica muitos caminhos diferentes para o envolvimento de álcool/padrões que surgem no início, o que tem implicações importantes para os esforços de prevenção”, diz a psicóloga.

Ela acrescenta que as descobertas reforçam o fato de que beber durante a adolescência é em grande parte um fenômeno social. No entanto, isso não significa que é menos problemático, pois sabemos por outros estudos que beber na adolescência é de alto risco. Por exemplo, o consumo excessivo de álcool, que pode levar a inúmeras consequências negativas.

O site LiveScience afirma que pesquisas anteriores correlacionaram traços de personalidade e álcool, mas principalmente com base em dados sobre os adolescentes, porque é quando começam a beber. Outros seguiram as tendências a partir do nascimento. Este, entretanto, inclui uma série mais ampla e abrangente dos fatores aos dados, complementa o site.

Fonte: Zero Hora

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *